Posts de caiocesarpsi

Caio Cesar Rodrigues de Araujo – Psicólogo – CRP SP/139621 caio@caiocesarpsi.com

Em ato Nazista Deputado expõe seus alvos usando dinheiro público

O Deputado Estadual Douglas Garcia (PSL-SP)parece ter iniciado os trabalhos de lavagem cerebral a quem quer que tenha o pensamento democrático. Ele fez algo muito alarmante. Intitulando os que se colocam contra o fascismo de “Grupos de Extermínio a Conservadores” e instigando a perseguição e o extermínio de seus opositores ideológicos.

O Deputado, que já se mostrou grato ao Grupo Skinhead Carecas do ABC, conhecido pelo homicídio de um adestrador de cães, que era homossexual e foi espancado até a morte em 2000, mostra a primitividade de seus mecanismos psíquicos e políticos. Utiliza-se de toda a projeção, conforme descrita por Freud, como o véu que reveste sua capacidade de enxergar o mundo: ele instiga a perseguição e o extermínio destes grupos, enquanto os acusa de estarem fazendo exatamente isso. Esta lógica persecutória do ataque não é muito comum em Grupos de Extermínio. Que inclusive são presentes nas milícias do Rio de Janeiro, cujo senador Flavio Bolsonaro (Republicanos – RJ) é acusado de ter ligação.

Um episódio de nossa história recente que lembra este tipo de episódio ocorreu justamente na Ditadura Militar, com o Comando de Caça aos Comunistas (CCC), onde grupos de extrema-direita perseguiam opositores do Governo, num ato de exterminar quem lutasse contra o autoritarismo.

Em o que ele chamou de dossiê, juntou um contingente de algo aproximadamente “entre 700 e 1000” pessoas. Ao que parece ser quem se considera ou é considerado por ele antifascistas. Aparentemente são fotos retiradas de redes sociais como Facebook, Instagram que foram anexadas junto a informações pessoais como Nome, RG, CPF, endereço e ainda alguns locais de trabalho com o endereço. Algumas pessoas relatam que receberam ligações com ameaças de desconhecidos.

É o caso de uma das pessoas ouvidas pela nossa equipe, que estava na lista e afirmou o seguinte:

“[quinta-feira, 4) ligaram para minha casa, falaram com a MINHA MÃE e mandaram um recado por ela me ameaçando […] disseram que era em nome de um deputado e bla bla… pra eu não me manifestar pq eles tinham meus dados todos”

Por motivos de segurança, a pessoa que nos trouxe essas informações terá sua identidade preservada.

perseg1
Dados contidos no documento que circula pelas redes sociais. As imagens foram desfocadas e os dados foram censurados para não expor tais pessoas.

Entre as pessoas que tiveram seus dados expostos encontra-se também o jornalista, vocalista e guitarrista da banda punk Garotos Podres Alberto Rinaldi Fernandes da Silva, conhecido como Deedy.

Banda Garotos Podres em sua formação atual,

Um ativista socioambiental, Administrador, também candidato a Deputado Estadual pela REDE, partido de uma esfera ideológica diametralmente oposta à do Deputado em 2018, também foi uma das pessoas expostas. Alberto “Beto” Corunha teve seu RG, CPF e data de nascimento expostos.

Foto oficial do socioambientalista na época de sua candidatura.

Ato semelhante ao de Grupos Nazistas

O ato do deputado se assemelha ao de grupos Neonazistas que fazem isso com pessoas de esquerda na Alemanha pelo menos desde 2008, conforme reportagem apurada.

Em manifestação na Avenida Paulista no dia 31 de maio, manifestantes bolsonaristas já levavam bandeiras símbolos associados ao neonazismo na Ucrânia.

Em reportagem de 2008 pelo Portal G1, que ouviu diretamente a alemã “Spiegel”, é possível ver um comportamento idêntico ao do Deputado por grupos Neonazistas, ou simplesmente Nazistas. No país de Merkel, é comum que grupos de esquerda se considerem antifascistas (antifas), em atos de repúdio ao nazifascismo. Porém, não diferente da reação dos grupos e políticos de extrema-direita daqui, lá há uma espécie de “caçada” aos antifascistas por parte dos neonazistas, que se denominam como “anti-antifascistas”. Eles agem conforme o Deputado, divulgando uma lista que mais parece um conjunto de alvos.

Há informações de pessoas antifascistas ouvidas em nossa apuração de que, anualmente no Brasil, no Sul e no Sudeste, correm listas de grupos neonazistas de cunho muito semelhante à do Deputado. Inclusive, fontes ouvidas pela equipe afirmam terem reconhecido na nova listas contatos que já foram indexados nas listas anteriores.

Foto: Reprodução
Site alemão de grupo antiesquerdista divulga nomes de fichas de cadastro de cidadão considerados de esquerda encontradas em lixeira. O logotipo da organização leva o lema ‘boa noite, esquerda’, acompanhado com a ilustração de uma caída sendo chutada por um agressor.

Na época da reportagem do G1 citada anteriormente (2008), existia na Alemanha mais 1.700 sites de grupos Neonazistas que perseguiam pessoas de esquerda como políticos, juízes, advogados, promotores e inclusive jornalistas. O motivo poderia estar relacionado ao fato de pessoas destes grupos defenderem minorias que lhes são odiadas na concepção de mundo que carregam. E não raro tais minorias são alvos de ataques destes grupos. Segundo o G1, em 2008 era “cada vez mais comum a divulgação de nomes, endereços e até fotos de supostos inimigos de esquerda nestes quase 2 mil sites neo-nazistas alemães”.

perseg2
De maneira semelhante, o dossiê do Deputado contém inclusive o endereço de trabalho de pessoas que são contra o fascismo. Conforme o exemplo da imagem, o deputado expõe o endereço de uma escola estadual onde trabalha um de seus opositores, facilitando que grupos de extermínio que queira mobilizar ações violentas as façam na proximidade de escolas.

O Portal de notícias relata à época que em um desses sites, localizado pelo próprio G1, um grupo que se considerava “ANTI-antifascista” divulgou uma lista de sócios de uma biblioteca de esquerda da cidade de Nurembergue. Podemos ver que a história parece ter se repetido por aqui.

Em casos mais extremos, aconteciam pichações de suásticas nazistas nas portas das casas das pessoas que tinham seus dados divulgados, além de tiros ouvidos nas proximidades também chegavam a acontecer.

A Materia de 2008, ano em que Bolsonaro sequer sonhava com a Presidência ou tinha relevância nacional poderá ser visto na íntegra clicando aqui.

Deputado age com dinheiro público

O deputado Douglas Garcia (PSL-SP) – Mathilde Missioneiro-25.out.2019/Folhapress

Na pagina da Assembléia Legislativa é possível verificar que as despesas do Deputado, pagas com dinheiro público, do mês de Abril superaram os 60 mil reais em seu Gabinete. Se o Deputado não gastou todo este dinheiro com outra coisa, é possível indagar se a produção de um dossiê como este não contou com a assistência de parte deste dinheiro ou pior: de mais gastos de Gabinete no mês de maio para instigar a perseguição de grupos que se opõem à extrema-direita fascista.

Nudes do Vampeta

Vampeta atualmente é técnico do Grêmio Osasco, que disputa o campeonato paulista Série A-3. Imagem: Almeida Rocha/Folhapress

Na segunda-feira (1) o deputado disponibilizou seu endereço de e-mail para que seus seguidores no Twitter lhe enviassem o nome completo de antifascistas que eles conhecerem.Acredita-se que parte do conglomerado de informações tenha vindo a partir deste pedido do Deputado, segundo reportagem de Folha de São Paulo.

Contudo, internautas incomodados com a postura já suspeita do Deputado, enviaram-lhe, em campanha pela internet, um sem-número de fotos íntimas do ex-jogador de futebol conhecido como Vampeta. O intuito do movimento era exatamente atrapalhar a atitude de perseguição a grupos que lutam contra o autoritarismo.

O deputado ainda diz explicitamente que quer extinguir os grupos antifascistas, que ele acusa de fazerem exatamente o que ele faz:

“Senhores, o efeito foi exatamente o contrário. Grupos de extermínio a conservadores devem ser criminalizados e judicialmente extintos! Nâo me cansarei até botar na cadeia cada antifa (vulgo fascista) na cadeia”.

Das duas uma: ou o Deputado não sabe nada sobre o que é ser CONTRA o fascismo (antifascista) ou ele sabe muito bem e, portante, é exatamente o que ameaça sua postura de flerte com a ideologia autoritária.

Atualização (05/06): Segundo afirmado ao Portal G1 duas deputadas estaduais do PSOL-SP entraram com pedido de cassação do mandato de Douglas Garcia (PSL-SP). Isa Penna e Mônica Seixas pertencem à chamada Bancada Ativista e nesta quinta-feira (4) realizaram o pedido no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo.